Blog

Conheça um pouco da história do Baião de Dois

Por kinadofeijao em 25 de agosto de 2015 , Nenhum Comentário

Baião de dois é um prato típico da região Nordeste do Brasil, oriundo do estado do Ceará. Consiste num preparado de arroz e feijão, de preferência o feijão de corda.

O nome “baião” deriva de uma dança típica, um ritmo musical que foi muito difundido por Luiz Gonzaga, que ficou conhecido nacionalmente como “O Rei do Baião”. – O compositor cearense Humberto Teixeira, em parceria com Luiz Gonzaga, compôs a música que leva o nome do prato, a qual diz assim:

Capitão que moda é essa? Deixe a trempe e a cuié
Homem não vai pra cozinha, que é lugar só de mulé.
Vou juntar feijão de corda numa panela de arroz
Capitão vá lá pra sala que hoje tem baião de dois
Ó baião que bom que sois
Se o baião é bom sozinho, que dirá baião de dois

O Baião de Dois é um prato completo, isto é, não precisa de acompanhamento, mas pode ser servido com paçoca de carne seca ou farofa de cuscuz. Para fazê-lo deve-se cozinhar o arroz no caldo do feijão já cozido e temperado, misturando o feijão cozido com o arroz na panela ainda no fogo, e depois de pronto adicionar torresmo e queijo de coalho em cubos. Também coentro e cebolinha (opcional).

A história do Baião de Dois remonta aos tempos de grandes dificuldades do povo nordestino com as secas quando a comida era escassa e nada podia se estragar ou desperdiçar. Assim, o cearense uniu as sobras da cozinha, arroz e feijão com o pouco que tinha de carne seca e queijo de coalho e surgiu assim esse saboroso prato da cozinha nordestina. – Com o tempo as receitas foram sendo ampliadas e diversificadas, de modo que cada cearense tem a sua própria receita.

Junte-se à conversa