junho 2016

All posts from junho 2016

RECEITA- CARNE DE PANELA

Por kinadofeijao em 29 de junho de 2016 , Nenhum Comentário

INGREDIENTES

  • 500 g de coxão mole cortado em bifes
  • 1 cebola ralada
  • 1 dente de alho amassado
  • 1/2 xícara chá de óleo
  • Sal e pimenta do reino a gosto
  • 1/2 colher sopa de ajinomoto
  • 1 colher sopa de salsinha picada
  • 500 ml de água quente
  • 1/2 lata de massa de tomate
  • 1 pimentão verde picado
  • 1 tomate sem sementes picado
  • 1 cenoura pequena picada
  • Orégano a gosto

MODO DE PREPARO

  1. Em uma panela de pressão, coloque o óleo junte a cebola, alho e refogue bem
  2. Acrescente a carne frite por 5 minutos mexendo bem, depois coloque o aji-no-moto, tomate, pimentão, massa de tomate, cenoura e a seguir acrescente a água orégano
  3. Deixe cozinhar por 30 minutos contando o inicio da fervura, assim que a carne estiver cozida retire do fogo, misture a salsinha e sirva em seguida com arroz branc
Leia Mais

10 curiosidades sobre a cachaça

Por kinadofeijao em 23 de junho de 2016 , Nenhum Comentário

 

1. Vamos começar com uma paulada: cachaceiro é quem produz cachaça, não quem enche a cara com outras bebidas! Mais respeito com a profissão, por favor!

2. A cachaça é uma bebida destilada do mosto fermentado da cana de açúcar, com teor alcoólico entre 38% e 48%! (Sabe aquele caldo de cana que você toma com pastel do final de semana? É basicamente aquele caldo fermentado e depois destilado).

3. Os ingredientes básicos para a fabricação de mé são cana, água e levedura. Hoje existem mais de 500 variedades de cana no mercado. Destas, cerca de 20 são as mais populares entre os produtores de cachaça!

4. A cachaça é a única bebida no mundo que é envelhecida em mais de 30 tipos de madeiras diferentes – e a maioria delas é brasileira! Ou seja, não se encontra em outro país. Enquanto isso, as outras bebidas destiladas, como o Uísque, são envelhecidas apenas no Carvalho. A cachaça é envelhecida em Amburana, Bálsamo, Jequitibá, Amendoim, Ipê, Freijó entre outras!

5.A cachaça é o destilado mais antigo da América Latina. Apesar de não ter muitos registros, é muito provável que a cachaça tenha sido – intencionalmente – destilada pela primeira vez entre 1516 e 1526.  Existem 3 versões de onde surgiu a primeira cachaça destilada A) Em 1516, na Feitoria de Itamaracá, onde hoje é o atual litoral pernambucano. B) Em 1532 na região de São Vicente, atual cidade de Santos. C) na Bahia na região de Porto Seguro em 1520!

6. A cachaça pode ser considerada o avô do Rum. A diferença entre esses dois destilados são basicamente:  A) Para fazer cachaça, se destila o caldo de cana fermentado, que chamamos de mosto, enquanto o rum é o destilado do melaço, caldo de cana cozido. B) O teor alcoólico da cachaça varia entre 38 % e 48%, enquanto o do Rum veria entre 35% a 54%. Ah, e claro, o Rum teve origem nas colonias britânicas no Caribe.

7. A primeira garrafa industrializada de cachaça foi produzida em 1756. Hoje essa garrafa está preservada em uma das maiores coleções particulares do Brasil, na cidade de Lagoa do Carro, Pernambuco.

8. Existem basicamente dois processos para se fazer cachaça: o Industrial, geralmente usado para produzir grandes quantidades de cachaça. Aqui, o mosto é destilado em Colunas (foto). E há, depois, o artesanal, em que o mosto é destilado em alambiques (foto) de cobre. A produção aqui é mais lenta e em quantidade menor, e resulta em uma cachaça com sabor mais complexo. O cobre, neste caso, é considerado, também, um ‘’ingrediente’’ que melhora o sabor da cachaça!

9.  Hoje existem cerca de 40.000 produtores de cachaças de alambique, entre esses estão os registrados e os ilegais.

10. O Brasil produz cerca de 1.2 bilhões de litro por ano. Isso representa cerca de 6.29 litro por habitante. Isso torna a Cachaça o terceiro destilado mais consumido do mundo, ficando atrás apenas do Soju, destilado de arroz chinês, e da Vodka!

Fonte:http://quintaldacachaca.com.br/blog/2015/11/03/53-curiosidades-sobre-a-cachaca/

Leia Mais

LINGUIÇA RECHEADA

Por kinadofeijao em 21 de junho de 2016 , Nenhum Comentário

INGREDIENTES

  • 1 kg de linguiça de porco, tipo toscana
  • 100 g de bacon picadinho
  • 1 punhado de cheiro verde
  • 200 g de mussarela em pedaço ou em fatias
  • Papel alumínio

MODO DE PREPARO

  1. Retirar a carne da linguiça dos gomos e misture com o bacon e o cheiro verde
  2. Abrir uma folha de papel alumínio (aproximadamente 30×40 cm) e espalhar a pasta formando um retângulo com cerca de 1,5 cm de espessura
  3. Colocar a mussarela por toda a pasta
  4. Formar um rocambole, fechando as pontas
  5. Deixar no freezer de um dia para outro
  6. Tirar o papel alumínio no dia seguinte e por para assar na churrasqueira virando sempre até selar a carne
  7. Após assar, fatiar
Leia Mais

Como escolher uma garrafa de vinho

Por kinadofeijao em 16 de junho de 2016 , Nenhum Comentário

Não há nada que combine melhor com um jantar romântico, um serão entre amigos ou um fim de tarde a solo em frente à lareira, do que um bom copo de vinho. Branco, tinto, rosé, reserva, nova colheita, verde, maduro, alentejano ou do Douro, vinho generoso, tranquilo ou espumante, as opções chegam a ser tantas quantas as dúvidas.

Muitas pessoas escolhem uma garrafa de vinho porque são atraídas pela forma moderna das garrafas ou pelo design irresistível dos rótulos e/ou logótipos e não há nada de errado nisso, aliás esse é mesmo o objectivo – levar as pessoas a comprarem! Claro que pode acertar em cheio e encontrar um verdadeiro néctar dos deuses ou então a “embalagem” pode ganhar ao conteúdo. Para principiantes, é uma boa maneira de iniciar a sua carreira de connaisseur de vinhos, mas existem ainda outras dicas para fazer dessas primeiras escolhas, escolhas acertadas!

  • A ocasião e/ou a refeição em que será servido o vinho, pode ser o principal guia para a sua escolha. Embora cada vez mais discutida, a regra de ouro – tinto para pratos de carne e branco para pratos de peixe – continua a valer e é um bom começo quando estiver frente a frente com centenas de garrafas! Porém, não tenha receio de inovar – afinal um vinho não é para ser bebido, é para ser apreciado!
  • O preço é um factor que pode perfeitamente orientar a escolha de uma garrafa de vinho, existindo garrafas que vão de poucos, a dezenas ou até mesmo centenas de euros… e tudo na mesma prateleira! Como saber? Claro que uma garrafa de vinho que custe €20 terá de ser obviamente de maior qualidade quando comparada com uma de €5, mas isto não quer dizer que a mais barata seja horrível! Se ainda é um amador na questão dos vinhos e não tem a certeza absoluta do que está a fazer, escolha o mais barato para depois não “chorar o prejuízo”. Se, por outro lado, não tiver nada a perder, experimente um vinho mais caro – já diz o velho ditado “quem não arrisca, não petisca”!
  • A graduação alcoólica, mais ou menos elevada, é outra característica que pode ajudar na decisão por este ou aquele vinho. O grau de álcool visível no rótulo da garrafa em forma de percentagem, corresponde ao número de litros de álcool por cada 100 litros de vinho. Na prática, um vinho com uma percentagem mais elevada é mais “encorporado”, mais forte; enquanto um vinho com uma percentagem de álcool reduzida é, naturalmente, menos “encorporado”, ou seja, mais leve.
  • Outra dica interessante para quem quer escolher um vinho irrepreensível, é estar atento àclassificação do vinho, uma informação que pode ser igualmente encontrada no rótulo. No caso dos vinhos portugueses, a designação de qualidade elevada é o VQRD/DOC (Vinho de Qualidade Produzido em Região Determinada/Denominação de Origem Controlada); nos rótulos franceses consta o AOC (Appellation d’Origine Contrôlée) e nos italianos o DOC (Denominazione di Origine Controllata) e as DOCG (Denominazione di Origine Controllata e Garantita). Se estiver atento a um detalhe tão importante como este, ficará certamente bem servido!
  • Procure uma garrafeira ou loja gourmet com pessoas especializadas que possam ajudá-lo na escolha das suas primeiras garrafas ou na compra de um vinho para uma ocasião especial. Veja com calma, faça as perguntas que quiser e não desespere na busca de uma boa garrafa de vinho – a escolha deve ser o início dos muitos prazeres associados ao maravilhoso mundo dos vinhos. Porém, não deixe ninguém pressioná-lo durante o processo de escolha, obrigando-o a comprar esta ou aquela marca, ou a gastar mais dinheiro do que pensava.
  • Aproveite os convívios em torno de uma boa mesa (e vinho!) para trocar opiniões com familiares e amigos sobre os vinhos que tenham degustado nos últimos tempos e faça uma nota mental ou mesmo escrita daqueles que lhe parecem adequados ao seu gosto.
  • Mantenha uma lista dos vinhos que mais apreciou e, porque não, daqueles que definitivamente não quer voltar a comprar! Inclua notas sobre o que gostou mais e menos, a reacção das pessoas a quem foi servido e o preço. Com uma selecção pessoal e actualizada de vinhos aprovados e desaprovados, as próximas compras serão bem mais fáceis!
  • Mas não se limite à sua lista, sempre que possa vá experimentando vinhos de regiões, países ou anos diferentes… afinal de contas, se não come a mesma comida todos os dias, porque é que há-de beber sempre o mesmo vinho? Metade do prazer está no experimentar, até porque o vinho pode proporcionar-lhe viagens por todo o mundo!
  • Para se tornar num verdadeiro expert, existem várias ferramentas úteis que o possam orientar na magnífica aventura pelos sabores e aromas dos vinhos: desde revistas e sites especializados, passando pelos blogues, a experiências mais práticas, como os cursos de degustação de vinho ou as feiras e provas de vinho que já se realizam com alguma frequência um pouco por toda a parte, estando integradas no cada vez mais popular enoturismo.
  • Por fim, já sabe: copos ao alto, saúde e bom proveito!

Fonte: http://clubedevinhos.com/artigos/como-escolher-garrafa-vinho

Leia Mais

FAROFA DE CUSCUZ

Por kinadofeijao em 15 de junho de 2016 , Nenhum Comentário

Ingredientes

  • 5 Colher(es) de Sopa Delícia Mila
  • 1 1/4 Xícara(s) farinha de milho para cuscuz
  • 1/2 Xícara(s) bacon magro picado
  • 1 Unidade(s) cebola pequena picada
  • 1 Unidade(s) gomo de linguiça calabresa defumada cortada em cubos
  • 2 Colher(es) de Sopa pimentão verde picado
  • 2 Unidade(s) tomates pequenos, sem semente, picados em cubos
  • 2 Unidade(s) ovos cozidos
  • 4 Colher(es) de Sopa coentro ou cheiro verde picadinho
  • sal a gosto

Modo de Preparo

Prepare o cuscuz conforme recomendação do fabricante e reserve.
Em uma panela, leve o bacon para fritar na própria gordura. Em seguida junte a Margarina Delícia Mila, a cebola e frite-a até ficar transparente. Acrescente a linguiça calabresa e frite. Junte o pimentão, o tomate, o cuscuz já solto e misture até secar. Agregue os ovos cozidos e cortados em pedaços grandes, o coentro ou cheiro verde picadinho, acerte o sal e sirva.

Leia Mais

Cerveja faz bem para a saúde: confira 8 bons motivos para beber sem culpa

Por kinadofeijao em 13 de junho de 2016 , Nenhum Comentário

Bebida ajuda a prevenir doenças, trata a insônia e controla as taxas de colesterol ruim.

Você acha que apenas o vinho está na lista das bebidas que fazem bem para a sua saúde?

De acordo com pesquisas de diferentes partes do mundo, a cerveja pode reduzir níveis de colesterol ruim, prevenir o Mal de Alzheimer e combate a gripe. A seguir, veja 8 bons motivos para beber cerveja moderadamente sem culpa.

  • Combate a gripe

    Você acredita que a cerveja possa afetar seu sistema imunológico? Um estudo japonês publicado na revista científica Medical Molecular Morphology comprova exatamente o contrário. De acordo com os cientistas, o lúpulo presente na cerveja possui propriedades anti-inflamatórias e antioxidantes, capazes de inibir a multiplicação do vírus respiratório, contribuindo também para a prevenção da pneumonia.

  • Evita o cálculo renal

    Você já ouviu falar que cerveja é diurético, certo? De acordo com um estudo finlandês, a cerveja pode reduzir em 40% os riscos de desenvolver pedras nos rins. Mas é preciso beber com moderação para obter os benefícios. Em excesso, a cerveja pode ser responsável por agravar o quadro. Segundo os pesquisadores, as mulheres devem consumir até uma latinha da bebida. Já para os homens, o ideal é consumir até duas latinhas por dia.

    Ajuda a tratar insônia e outros distúrbios do sono

  • De acordo com pesquisa da University of Extremadura, na Espanha, o efeito sedativo da cerveja pode ser ideal para o tratamento de insônia e distúrbios associados ao sono. O lúpulo presente na bebida aumenta a atividade do neurotransmissor GABA, substância que apresenta efeito sedativo e diminui a ação do sistema nervoso, preparando o organismo para um sono tranquilo. Para os cientistas, não é preciso exagerar no número de latinhas para obter o efeito, basta seguir a recomendação de uma latinha diária para as mulheres e duas para homens.

    Previne o surgimento de doenças cardiovasculares

  • Um estudo holandês, publicado na revista científica The Lancet, constatou que pessoas que bebem cerveja regularmente apresentam taxas de vitamina B6 cerca de 30% mais altas quando comparadas a exames de outros que não costumam consumir a bebida. Quando os níveis são comparados a pessoas que bebem vinho com frequência, a concentração da vitamina chega a ser duas vezes mais elevada. A vitamina B6 é responsável por ajudar a eliminar a homocisteína, substância que, em excesso contribuir para o desenvolvimento de doenças cardiovasculares. Pesquisa do Centro de Pesquisa Cardiovascular de Barcelona, na Espanha, ainda demonstrou que a cerveja possui efeito protetor do sistema cardiovascular, reduzindo a cicatriz no coração provocada por um infarto agudo do miocárdio.

    Ajuda a controlar o colesterol

  • A cerveja, em especial a versão escura, conta com um grama de fibra solúvel a cada garrafa. As fibras são responsáveis por reduzir os níveis de colesterol LDL, reduzindo o risco de doenças cardiovasculares.

    Dá um up no sistema imunológico

  • De acordo com um estudo publicado na revista científica Annals of Nutrition and Metabolism, o consumo moderado de cerveja traz benefícios para o sistema imunológico, tornando o organismo mais resiste a algumas infecções. Os resultados da pesquisa apontaram que, após um mês, o consumo diário de uma latinha de cerveja para mulheres e duas para homens é capaz de aumentar a concentração de células de defesa do sistema imune, elevando a produção de anticorpos.

    Proporciona ossos fortes

  • Um estudo do Kings College, em Londres, comprovou que a cerveja pode beneficiar a saúde dos ossos e do tecido conjuntivo. O silício, presente na bebida, ajuda a melhorar a densidade óssea. Já segundo pesquisadores da Universidade da Califórnia, a substância, encontrada no grão da cevada, é mais abundante nas cervejas do tipo ales e nas lagers. Por outro lado, o processo de torra dos grãos de cevada reduz a concentração da substância nas cervejas escuras. As versões de trigo também apresentam taxas reduzidas de silício.
    Previne o desenvolvimento de Alzheimer

  • Um grupo de cientistas da Universidade de Loyola, nos Estados Unidos, revisou de 34 estudos que relacionam o consumo de álcool e problemas cognitivos, totalizando 365 mil voluntários analisados. Os resultados apontaram que aqueles que bebem cerveja moderadamente apresentam risco 23% menor de desenvolver Alzheimer e doenças semelhantes, quando comparados a pessoas que nunca consomem a bebida.

Fonte:http://gnt.globo.com/bem-estar/materias/cerveja-faz-bem-para-a-saude-confira-8-bons-motivos-para-beber-sem-culpa.htm

Leia Mais

Bolinho de Cebola

Por kinadofeijao em 6 de junho de 2016 , Nenhum Comentário

INGREDIENTES

  • 1 ovo
  • 1/2 xícara de leite
  • 1 xícara de farinha de trigo
  • 1 cebola grande cortada em pedaços pequenos
  • Cebolinha de folha picadinha
  • 1 colher de cha rasa de sal
  • Óleo para fritar

MODO DE PREPARO

  1. Misture bem todos ingredientes e frite em óleo morno
Leia Mais
Clube